Teste

Automatic Slideshow

Breaking News

Comunidade escolar participa da Jornada Pedagógica 2017








Com a temática “Clima escolar – Gestão de sala de aula baseada em evidências e resultados” teve início na manhã de segunda, 13, no Centro Cultural Celso Barbosa a Jornada Pedagógica 2017. Promovida pela Secretaria Municipal de Educação (SEDUC), o evento contou com a participação de cerca de 290 professores, além dos coordenadores, supervisores, gestores, vice gestores escolares e equipe técnica. O prefeito José Carlos, o vice José Neves Barbosa, o presidente da Câmara Legislativa Marusan Lima, secretários de governo e vereadores prestigiaram a abertura da jornada, que teve também a apresentação musical da ex-aluna do Colégio Estadual Presidente Médici, Emilly Sá Telles.

“Iniciamos essa jornada com o compromisso de fortalecer a educação do município. Nossa missão é promover uma educação de qualidade por meio de propostas inovadoras em um ambiente democrático que forma alunos críticos que serão respeitados, por um poder público pautado na ética e na moral”, destacou o vice-prefeito, José Barbosa.

São Desidério tem 38 escolas, sendo cinco delas localizadas na sede, além de uma creche. O prefeito José Carlos pediu empenho dos professores e destacou a importância do trabalho coletivo. “Não consigo enxergar a educação sem o compromisso efetivo do professor. É preciso que todos que fazem parte da escola saibam que depende deles o futuro da educação. Compromisso, dedicação e empenho. Só com isso teremos justiça social e progresso. Peço aos diretores que ao começar as aulas chamem os pais dos alunos na escola, para que desde o início seja feito um trabalho de ação preventivo com participação das famílias”, disse o prefeito.

Durante o evento foi apresentado ainda, o projeto arquitetônico da nova escola que começará a ser construída este ano na sede e que contempla em sua estrutura quadra poliesportiva, 18 salas de aula, consultório médico e odontológico.

Segundo dados da SEDUC para este ano estão matriculados na rede municipal de ensino cerca de 7 mil alunos. O secretário de Educação, Joabe Pereira, destacou as dificuldades encontradas na secretaria, frisou sobre parcerias e melhorias na estrutura física das escolas. “Precisamos oferecer melhores condições na estrutura das escolas. Isso refletirá na qualidade do ensino e aprendizagem dos alunos para alcançarmos futuramente um melhor desempenho no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). A partir dessa semana daremos início a reforma das escolas que apresentam necessidades mais urgentes, mas até o final do ano todas as escolas receberão reforma. No que depender dessa gestão cada centavo será investido para a melhoria da qualidade do município”, declarou Joabe.

O secretário ainda reforçou sobre a nova formatação da equipe de coordenação. “A equipe de coordenação da secretaria estará mais presente nas escolas e fará nesse primeiro momento um diagnóstico dos principais problemas para construirmos um plano de ação, a fim de alcançarmos os resultados que queremos”, complementou. A programação da jornada contemplou ainda ciclo de palestras, entre elas a abordagem do tema central, ministrado pela professora doutora Gabriela Pimentel.

A partir do segundo dia, a jornada prioriza a realização de formação para professores, divididos em núcleos nas escolas Germano Rodrigues de Carvalho e Presidente Castelo Branco. “Gostei muito do que foi colocado aqui hoje. Acredito que essa proposta da nova gestão é interessante e irá melhorar a qualidade do ensino”, afirmou a professora Nancy Batista.

A vice-diretora Patrícia Lopes, de Roda Velha, está com muitas expectativas. “Trabalho há dez anos na educação e este é um momento novo e diferente. Considero-me preparada e entusiasmada para começar um novo ano escolar”, salientou ela.

Educação Ambiental e Especial – Este ano, a Secretaria de Educação dará uma atenção maior a Educação Especial e Educação Ambiental, por meio de políticas próprias do município, a exemplo do Projeto de Educação Ambiental que realizará em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Para a pedagoga e palestrante Deise Leão que abordou o tema Educação Ambiental, “o objetivo maior é o professor ficar ciente de que é responsabilidade dele mudar os hábitos dos alunos, porque serão os alunos que influenciarão a mudar os hábitos da comunidade”, afirmou.

Para a coordenadora Aida Okawati da ONG Miquei (Movimento de Inclusão pela Qualificação do Especial Independente) é preciso que haja mais qualificação para os professores. “A gente tem que se preparar para receber essas pessoas. Se capacitar como puder sensibilizá-las o quanto a gente puder para só então conseguirmos essa inclusão tão desejada”, falou Aida.

Outro momento de destaque durante a abertura da jornada foi a participação de membros da Associação de Portadores de Cuidados Especiais de São Desidério (APOCESD) que conclamaram os presentes para participarem da associação. “Precisamos da parceria do município e de voluntários que se juntem a nós por esta causa”, disse a presidente da APOCESD, Cláudia Maria Nascimento.

Nenhum comentário