Teste

Breaking News

Não criamos essa crise e não vamos pagar por ela, disse Eures, em Brasília

Resultado de imagem para eures ribeiro em brasilia


Começou nesta terça-feira (21) a mobilização nacional dos prefeitos
“Não fomos nós, prefeitos e prefeitas, quem criamos essa crise política e financeira. Então não somos nós quem temos que pagar por ela, como estamos pagando”. Foi com essas palavras que o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, iniciou seu discurso. Ele participou da Sessão Solene, que ocorreu na manhã desta terça-feira (21), na Câmara dos Deputados Federais, em Brasília, e marcou a mobilização nacional dos prefeitos, para chamar a atenção da situação financeira alarmante dos municípios.O estado da Bahia está representado por 401 participantes na luta em defesa dos municípios. O presidente afirmou que mais de 200 prefeitos baianos não sabem o que vão fazer para pagar o décimo terceiro salário. “Na Bahia 70% dos prefeitos já ultrapassaram o limite de gasto com pessoal. Isso porque, no início do ano, o governo federal cometeu a irresponsabilidade de dar 7% de aumento no salário base do professor e não corrigiu o valor do repasse por aluno/ano, fazendo com que as contas púbicas municipais se desequilibrassem de forma total”, destacou.

“Não toleramos mais essa relação de vulnerabilidade total diante do governo federal. Quem criou a crise é que pague a conta por ela”, completa. Para Eures é necessário um suporte financeiro urgente. “Os governos federal e estadual são os primos ricos. Na Bahia, fizemos o nosso dever de casa. Colocamos mais de 2,5 mil pessoas na porta do Governo e mostramos como o governador pode nos ajudar, principalmente pagando os royalties do petróleo”, lembrou. A Bahia é o único estado que não faz esse repasse de 25% para os municípios.Além de prefeitos de todo o Brasil, a mobilização nacional, liderada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) com apoio das associações estaduais, conta com a presença de vereadores, secretários municipais e deputados estaduais. “Viemos aqui dizer que queremos ajuda a União, da Câmara e do Senado Federal. Não sairemos sem resultados positivos em prol dos municípios”, finalizou o presidente da UPB.

Nenhum comentário