Teste

Breaking News

Prefeitos baianos acusados de fraude deverão usar tornozeleiras eletrônicas



A juíza Rogéria Maria Castro da 2ª Seção do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) aplicou diversas medidas cautelares contra aos prefeitos do extremo sul da Bahia, acusados de desvio de verbas que somam cerca de R$200 milhões.

Com determinação da juíza, os prefeitos Robério Oliveira (Eunapólis), Cláudia Oliveira (Porto Seguro), Agnelo Santos (Santa Cruz de Cabrália) deverão passar a usar tornozeleiras eletrônicas.
A magistrada também suspendeu o exercício da função pública ou de atividade de natureza econômica ou financeira dos prefeitos. De acordo com Rogéria, as medidas cautelares substituem um pedido de prisão preventiva, que só deve ser decretada em situações extremas.

Nenhum comentário