Teste


Breaking News

10 mandamentos alimentares dos povos que mais vivem no planeta



O escritor Dan Buettner percorreu o mundo para investigar as regiões em que o número de pessoas centenárias fugia da regra. Autor de 4 best-sellers sobre o tema, ele batizou essas áreas de zonas azuis e começou a esmiuçar o que os moradores delas faziam para viver tanto – e tão bem. “Entendi que ter um propósito de vida, um círculo de amizades saudáveis e viver em locais convidativos a caminhadas eram elementos tão importantes como uma boa dieta“, conta Buettner. “Mas também compreendi que a comida é a porta de entrada para uma vida melhor”, completa.
Diante desse raciocínio, ele elegou dez mandamentos para inspirar uma alimentação pró-longevidade. Esses pontos foram tirados de locais como a ilha de Okinawa (Japão), a cidade de Loma Linda (EUA), a península de Nicoya (Costa Rica) e as regiões da Sardenha (Itália) e Icária (Grécia). Confira:
10 conselhos alimentares dos povos que mais vivem no mundo
1. Priorize o natural: sempre que possível, opte por legumes, verduras, frutas e grãos frescos.
2. Coma menos carne: bifes, hambúrgueres e afins devem ser relegados a ocasiões especiais.
3. Inclua peixes na rotina: devem aparecer três vezes por semana, em porções que caibam na mão.
4. Modere nos lácteos: a recomendação se refere ao leite de vaca. As opções de ovelha e cabra estão liberadas.
5. Corte o açúcar: a meta é reduzir a ingestão a sete colheres de chá ao dia ou substituir por mel.
6. Invista nos grãos: consuma um copo por dia de grãos integrais, espalhados entre as refeições.
7. Capriche nas oleaginosas: nozes, castanhas, amêndoas… A dica é saborear um punhado diariamente.
8. Vá de farinha integral: preconize essa versão no mercado e nas receitas de massas, pães, tortilhas…
9. Atenção com processados: Dan Buettner chega a pedir para abolirmos produtos formulados com mais de cinco ingredientes.
10. Beba água: a dieta das zonas azuis orienta pelo menos seis copos ao dia – e nada de refris diet ou normais.

Nenhum comentário