Teste

Breaking News

Nota publica sobre a declaração de Mauricio Barbosa sobre a legalização da maconha





Secretário de Segurança Pública, o mui digno Dr. Mauricio Barbosa num ato pessoal, porém estranho para um Secretário de Estado, declarou à imprensa ser a favor da LIBERAÇÃO DA MACONHA como forma de quebrar o tráfico de drogas. Um grande equivoco a meu ver.
Com todo o respeito a Sua Excelência, defender a legalização da maconha, a maior e mais promíscua porta de entrada para as demais drogas ilícitas do mundo, em nada ajuda a Segurança Pública do Estado, as famílias baianas e por consequência o excelente Governo Rui Costa, que é conhecido e reconhecido por se alinhar com o que é certo e justo, que inclusive criou a bela campanha MAIS FAMÍLIA MENOS DROGAS, comprovando sua preocupação com o tema.
O Governo Rui Costa do qual tanto o excelente Secretário e eu fazemos parte não deve ser vitimado por um debate cheio de armadilhas, que apesar da sua possível boa intenção, trata-se de um assunto de âmbito Nacional e que mesmo sendo altamente democrático sua importante discussão. Este debate deve ser encaminhado como premissa pelos Parlamentos com o povo na sociedade civil organizada, com suas várias religiões e entidades de Direitos Humanos, Ministério Público, Defensoria Pública, OAB, CNBB, etc. Com a possibilidade de um plebiscito ser realizado. Tudo isso de forma a nunca permitir que um governo defina para sempre o que acha ser graça ou a desgraça para o povo. Abandonando, às vezes, temas mais importantes e principais da seara do nosso Estado. Este meu pensamento serve de conselho tanto para o Governo não se envolver com o uso ou não uso de drogas ou qual a droga deva ser usada, Bem como questões sexuais seja ela homo, hetero, bi, trans ou até mesmo "zoossexual" também. O que levaria tal governo a um caminho sem volta, afinal, governos não devem se agachar para discutir sexo dos anjos. 
Na Bahia já temos RUI COSTA, um valoroso homem de bem que afirma ter sua eleição a Governador como dádiva de DEUS e muito vem fortalecendo na prática as famílias. Portanto, como conhecedor prático da recuperação da dependência química, morando com esposa e filhos dentro de um hospital com quase 1.300 vitimados das drogas em tratamento e que 93% destes afirmam ter começado pela maconha, deixo claro com a autoridade de DEUS confirmada pelo povo da Bahia que liberar as DROGAS CONHECIDA COMO MACONHA, CANNABIS SERIA UMA TRAGÉDIA SOCIAL. Até porque já sabemos que o seu uso causa:
1) Alienação, perda dos vínculos familiares e apatia social;
2) Diminuição do rendimento intelectual e esportivo;
3) Gera permissividade negativa e corroí os relacionamentos familiares;
4) Comprovadamente aumentam acidentes automobilísticos e de trabalho.
Caro Dr. Mauricio, digo por fim, o que diminui tráfico de drogas não é matar traficantes ou drogados e muito menos liberar o uso de qualquer droga e sim garantir mais emprego, mais esporte, mais lazer e mais educação. É unirmos no combate com a corrupção e devolver expectativa de vida para a nossa sociedade. Em especial, a nossa juventude que não pode ser dizimada com a maconha liberada! Coloco-me à disposição para uma audiência com V.Exª ou quem sabe termos a honra em recebê-lo nesta Assembleia Legislativa para que V.Exª explique melhor ao povo a vossa ideia na presença dos Parlamentares legítimos representantes do povo e quem sabe V.Exª após ouvir parte da sociedade não mude de ideia.
Abraços e meus cordiais respeitos!
PASTOR SARGENTO ISIDÓRIO
Deputado Estadual - Vice-líder do Governo.
Presidente do AVANTE / BA








Nenhum comentário