Teste


Breaking News

Estação espacial chinesa pode cair no Brasil a qualquer momento



A estação espacial chinesa Tiangong-1, que deverá colidir com a superfície terrestre entre este sábado e a próxima segunda-feira (02), já está em trajeto descendente a uma altitude de 270 km, conforme imagens divulgadas pelo instituto alemão Fraunhofer (FHR).
A Agência Espacial Europeia (European Space Agency – ESA), que monitora a reentrada da Tiangong-1 na atmosfera terrestre em conjunto com um comitê de uma agência internacional para o lixo espacial, aproveitou o momento para relembrar que, na história da exploração humana no espaço, não há registro de alguém ter sido vítima de lixo espacial
Lançada em 2011, a Tiangong-1 tem 12 m de comprimento, 3,3 m de diâmetro e está desocupada desde 2013. A maior parte da estrutura vai queimar na
reentrada, que pode ocorrer em qualquer espaço entre as latitudes de 43º norte e 43º sul, uma faixa muito extensa que inclui países como Brasil e EUA. É pouco provável que a queda represente algum risco para os humanos, diz a ESA.
Em janeiro, a Agência Espacial Chinesa anunciou que a reentrada da Tiangong-1 na Terra seria controlada e que não teria impactos negativos para o meio ambiente nem para a população da Terra.
A Tiangong-1, que em português significa algo como “Palácio Celestial”, foi projetada para queimar na atmosfera em 2013, com um peso de mais de oito toneladas. Ao fim desse tempo de vida da estação, a China lançou, em 2016, a Tiangong-2. (otempo)

Nenhum comentário