Teste

Breaking News

Você pode não ser filho de Deus

Diante de tantas injustiças e perversidades praticadas pelo ser humano ao redor do mundo, alguma vez você já se questionou sobre a filiação Divina? Deus Pai, que é amor, geraria filhos que roubam, matam, apregoam ódio, guerras, injustiças e cometem todo tipo de atrocidade? 
No livro Somos Todos Filhos de Deus?, o Bispo Edir Macedo esclarece o assunto, com reflexões pautadas nas Sagradas Escrituras, para ajudar o leitor a compreender o tema proposto. Com base em sua experiência de vida com Deus e em sua trajetória missionária ao longo dos anos, ele também trata da situação espiritual da humanidade nos dias de hoje.
Criatura de Deus
Um dos pilares do cristianismo é que todos nascem criaturas de Deus, mas só se tornam filhos dEle depois do novo nascimento. Fundamento desprezado pela grande maioria das pessoas, o Bispo aponta como razão para esse fato o engano religioso de quem que não faz uso da fé racional. “A história de que todos são filhos de Deus é a maior mentira de todos os tempos. Tem sentido um filho de Deus viver na condição de mendigo? Não há como aceitar esse fato! Ao focar esse tipo de fé, a religião contraria frontalmente não só a Palavra do Senhor Jesus, que veio trazer vida em abundância, mas sobretudo a própria lógica.”
Para desmitificar essa falsa crença, o Bispo cita ainda as Palavras do Senhor Jesus, descritas no versículo 5 do capítulo 3 do Evangelho de João: “Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus”.
Se todos são filhos de Deus, por que a entrada no reino dos céus seria restrita apenas aos nascidos da água e do Espírito? As respostas se tornam claras com a leitura da obra, que, além de justificar por que nem todos são filhos de Deus, mostra o caminho a ser seguido, à luz da Palavra de Deus, para ter o grande privilégio de se tornar um filho de Deus Altíssimo.
Os nascidos da água e do Espírito
O autor deixa claro que para ser um filho de Deus é preciso nascer dEle, por meio do novo nascimento, passando pelo batismo nas águas e pelo batismo com o Espírito Santo, que também são abordados. Porém esse novo nascimento só se torna possível com a morte da velha vida. O autor salienta que não se trata da morte física, mas morrer para as vontades da carne, abandonando tudo aquilo que satisfaz o coração e contraria ao Senhor. “Nenhuma semente pode nascer se primeiro não morrer! Assim também o Espírito Santo não pode gerar uma nova vida em alguém que não morreu. Ninguém pode viver duas vidas simultaneamente! Ou continua vivendo a vida antiga, com a velha natureza, ou deixa-a morrer para assumir a nova vida em Cristo Jesus, gerada pelo Espírito Santo.”
A obra
Entre os assuntos abordados no livro estão o caráter do filho de Deus, o engano religioso, a atuação maligna e libertação, orgulho, Fé racional versus Fé emotiva. Trata-se de uma leitura edificante e de fácil compreensão que, com certeza, abrirá o entendimento do leitor em relação à maneira de viver e olhar o mundo.

Nenhum comentário