Teste


Breaking News

Surto de conjuntivite assola o Brasil




Um surto de conjuntivite atingiu o Brasil nos primeiros meses de 2018. Embora não existam dados que englobem todo o País, pelo menos quatro estados registraram um aumento incomum de casos da doença. Foram eles: Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Pernambuco. Além disso, cidades baianas, cariocas e cearenses também apontam crescimento anormal de infectados pela conjuntivite.
Quase metade das pessoas adoecidas poderia ter escapado do problema caso tivesse lavado as mãos com mais frequência. É o que esclarece a Organização Mundial da Saúde (OMS). Para a entidade, a higienização frequente das mãos reduz em 40% o risco de contaminação por vírus e bactérias.
Além de lavar as mãos, o que mais pode ser feito?
A conjuntivite é uma inflamação em uma membrana que reveste o interior das pálpebras e o globo ocular. Essa inflamação se dá de forma viral, bacteriana ou alérgica. Seus sintomas são olhos avermelhados, coceira, ardência e sensação de areia nos olhos.
Como a maioria das doenças virais e bacterianas, é possível reduzir o risco de contágio através do não compartilhamento de objetos pessoais (como toalhas e lenços) com pessoas já contaminadas. Além disso, lavar as mãos ou limpá-las com álcool em gel também ajuda. Evite coçar os olhos, principalmente após tocar em superfícies públicas (como bancos de ônibus ou prateleiras de lojas). Por fim, é uma boa escolha limpar objetos tocados pelas pessoas com conjuntivite com água e sabão e depois álcool 70%.
Caso você já apresente os sintomas, procure um médico. Todavia não há motivo para preocupação, pois a conjuntivite é uma doença simples e de fácil tratamento, que, geralmente, não permanece por mais de uma semana.

Nenhum comentário