Teste


Breaking News

Candidato do DEM confirma pressão de grupos da base para definir chapa majoritária




Pré-candidato ao governo do Estado pelo DEM, José Ronaldo admitiu a pressão feita por parte dos partidos que integram essa base oposicionista para que ele defina a composição da chapa majoritária. Até então, apenas o deputado federal Jutahy Magalhães (PSDB) foi confirmado como o primeiro pré-candidato ao Senado. Fora eles, PSC, PRB, PTB e o próprio DEM são cogitados para ocupar as vagas restantes de vice-governador e de senador. "Existe. Não vou dizer que seja, assim, tamanha, mas existem preocupações sim. Em algum momento, as pessoas já estão demonstrando esta vontade de que seja acelerado", confirma o democrata, em entrevista ao Bahia Notícias.

Ronaldo acredita, no entanto, que esse entrave está mais perto de ser resolvido do que a questão nacional, uma vez que o Democratas tem se reunido com os presidenciáveis Geraldo Alckmin (PSDB), Álvaro Dias (Podemos) e Ciro Gomes (PDT). Com voz ativa em ambas as discussões, o prefeito ACM Neto, que é também presidente nacional da sigla, disse que é provável que eles sigam a estratégia de definir primeiro a posição no âmbito da eleição presidencial para depois anunciar os acertos a nível de Bahia (veja aqui). Mas, mesmo que essa estratégia se confirme, José Ronaldo acredita que as negociações devem ser apressadas. "Eu acho que a nossa talvez esteja mais perto que a outra porque lá é uma coisa mais complexa. (...) São vários nomes que são citados, nomes até que às vezes alguém nem imagina ou até surgir um novo", avalia, acrescentando que o cenário ainda "está muito aberto".

Bruno Reis entra na chapa?
Durante sua participação no quadro “BN na Tela Entrevista”, transmitido na fanpage do site, o pré-candidato revelou que os nomes para sua chapa majoritária já foram escolhidos (saiba mais aqui). Além de Irmão Lázaro (PSC), que briga por uma vaga ao Senado, outros cotados são a vereadora Ireuda Silva (PRB), a ex-secretária de Salvador Taíssa Gama (PTB) e o vice-prefeito da capital baiana Bruno Reis (DEM).

No caso deste último, a oposição nos bastidores da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) defende que ele seria uma forma de “colar” a imagem do prefeito ACM Neto e, assim, impulsionar a candidatura da chapa. Sem confirmar se existe a possibilidade de Reis arriscar a eleição ao governo estadual, José Ronaldo avaliou o correligionário como um "grande nome". "Bruno é um nome que é um jovem político com grandes virtudes, futuro promissor na política. É um nome que pode ocupar qualquer missão. Se evoluir esse processo de chapa com a presença de Bruno, eu não vou negar, não, seria um grande prazer tê-lo como companheiro", exalta. Com o registro das candidaturas previsto para 15 de agosto, o ex-prefeito de Feira de Santana espera até, no máximo, 20 de julho ter seu grupo pronto para disputar a eleição.

Nenhum comentário