Teste


Breaking News

A humanidade esgotou os recursos naturais para o ano de 2018



No mês passado, a humanidade esgotou os recursos renováveis que a Terra pôde gerar para o ano de 2018.
Entre eles estão as árvores desmatadas, a água, o solo e os peixes, por exemplo. O alerta veio da ONG Global Footprint Network.
Desde a década de 1970, essa data tem se aproximado mais do mês de janeiro. Naquela época, os recursos tinham se esgotado em 29 de dezembro.
Esse mapeamento é feito com base em um índice chamado “pegada ecológica” e parte desse cenário de esgotamento é explicado pelo desperdício de materiais.
Fim dos Tempos
É mais do que evidente que o mundo não está suportando a maneira como os seres humanos o tem conduzido.
Os noticiários, frequentemente, mostram que a natureza está esgotada, mal utilizada e prejudicada. A ação humana tem alterado quimicamente os recursos naturais, sobretudo, por meio da industrialização. E é notável que a elite político-econômica mundial não promove ações eficazes para essa mudança de quadro.
No livro de Apocalipse, da Bíblia, vemos que o fim deste mundo terá o seu início marcado pelo surgimento de quatro cavaleiros.
Os cavalos, nesse contexto, representam a velocidade e a força com que os eventos de catástrofe acontecerão.
Primeiro, haverá o surgimento do anticristo. Ele será um líder mundial que exercerá influência com um discurso de paz e segurança. As pessoas ficarão entorpecidas com a tecnologia e as facilidades do mundo moderno que esse líder usará com habilidade. Mas tudo será para enganá-las, porque ele é a própria encarnação do mal nesse mundo (Apocalipse 6.1-2).
Porém, quando essa paz falsificada acabar, o mundo receberá guerras e destruições. Em seguida, surgirá uma grande fome e miséria. O final culminará em uma grande mortandade no mundo inteiro.
Um desses quatro cavaleiros se relaciona claramente com o que foi observado pela “pegada ecológica”, mencionada acima: o cavaleiro do cavalo preto (Apocalipse 6.5-6).
O surgimento dele revela que haverá uma grande escassez de alimento. Não haverá comida para todos. Com isso – você pode imaginar – também ocorrerá uma grande disputa pelos recursos naturais.

Nenhum comentário