Teste


Breaking News

Moro deve aceitar ser ministro do STF caso Bolsonaro seja eleito



Cotado para ocupar uma das cadeiras do Supremo Tribunal Federal (STF) caso Jair Bolsonaro (PSL) seja eleito presidente do Brasil, o juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato no Paraná, estaria inclinado a aceitar eventual nomeação presidencial ao Supremo, por entender que a função de ministro de tribunal superior faz parte da trajetória de carreira jurídica, de acordo com a revista Valor Econômico.
Segundo a revista, apesar de pessoas próximas de Bolsonaro já garantirem que Moro é o principal nome cotado para ocupar vaga no STF em um eventual governo do presidenciável do PSL, por ora não houve sequer sondagem ao magistrado que conduz os processos e inquéritos da Lava-Jato desde março de 2014.
A aposentadoria compulsória no STF ocorre aos 75 anos de idade. Em novembro de 2020, o ministro Celso de Mello, atual decano da Corte, completará o tempo de aposentadoria. Marco Aurélio Mello entrará na compulsória em julho de 2021. Portanto, se eleito, Bolsonaro poderá nomear ao menos dois nomes para completar o quadro de 11 ministros que integram o Supremo.
Neste final de semana, Eduardo Bolsonaro provocou reação do meio politico e jurídico após falar, em palestra, que bastam um soldado e um cabo para fechar o STF.

Nenhum comentário