Teste


Breaking News

Bolsonaro diz que não escolherá para ministério condenados por corrupção



O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), informou nesta quarta-feira (31) que divulgará os nomes de seus ministros por meio das redes sociais. Segundo ele, estarão excluídos os condenados por corrupção.
"Nossos ministérios não serão compostos por condenados por corrupção, como foram nos últimos governos. Anunciarei os nomes oficialmente em minhas redes. Qualquer informação além é mera especulação maldosa e sem credibilidade", escreveu.
A declaração ocorre logo depois de ele ter confirmado Marcos Pontes, pelo Twitter, como seu quarto ministro. O astronauta comandará a pasta de Ciência e Tecnologia.
Outros nomes já confirmados são do deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) na Casa Civil, o economista Paulo Guedes na "superpasta" da Economia e o general Augusto Heleno (PRP) para a Defesa.
A mensagem de Jair Bolsonaro também serviu para estancar os rumores de que o deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF), condenado por corrupção, teria sido chamado para compor o alto escalão do governo. 
Fraga é coronel da reserva da Polícia Militar e lidera a frente parlamentar conhecida como “bancada da bala” na Câmara dos Deputados. Este ano ele disputou o governo do Distrtito Federal, mas só conseguiu 5,88% dos votos.
 

Nossos ministérios não serão compostos por condenados por corrupção, como foram nos últimos governos. Anunciarei os nomes oficialmente em minhas redes. Qualquer informação além é mera especulação maldosa e sem credibilidade.


Nenhum comentário