Teste


Breaking News

Esgoto lançado em rio põe a Embasa na mira da prefeitura


A prefeitura de Luís Eduardo Magalhães apura a responsabilidade da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) no lançamento de esgoto no Rio das Pedras. Nesta segunda-feira (4), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Economia Solidária realizou uma operação para fiscalizar o despejo irregular doe esgoto no canal localizado entre os bairros Jardim Paraíso e Florais Lea.
Segundo a secretária de Meio Ambiente, Izabel de Paula, a fiscalização foi programada assim que o órgão tomou conhecimento do crime ambiental. A denúncia foi registrada em vídeo por moradores que realizavam atividades físicas no local neste último final de semana e relataram o mau cheiro das águas que escorriam pelo canal que deságua no Rio de Pedras.
Durante a operação, os fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Economia Solidária de Luís Eduardo Magalhães constataram que o esgoto despejado irregularmente no canal é proveniente do sistema de coleta de esgoto da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). Ainda de acordo com a secretaria, o cano que está despejando os dejetos é de um sistema extravasor da empresa, que foi acionado após um problema com o equipamento de bombeamento do esgoto. Entretanto, segundo a prefeitura, a empresa baiana não possui um sistema de contenção para o armazenamento temporário dos resíduos, enquanto o problema com o equipamento é sanado.
“Nós presenciamos um crime ambiental que gerará um impacto enorme para os animais silvestres, para os peixes do rio e para todas as comunidades ribeirinhas assentadas ao longo do rio”, afirmou a secretária da pasta, Izabel de Paula. “A nossa equipe já está realizando a valoração do impacto ambiental e a empresa será multada pelo dano causado”, enfatizou.

Nenhum comentário