Teste


Breaking News

Professores paralisam atividades e aulas são adiadas


Os professores da rede municipal de duas cidades do Oeste da Bahia paralisaram as atividades nesta quarta-feira (6), quando seria iniciado o ano letivo nos municípios. Assim, o começo das aulas foi adiado para a próxima segunda-feira (11).
Na cidade de Luís Eduardo Magalhães, as aulas foram suspensas antes mesmo da paralisação, na terça-feira (5). Em nota, a Secretaria de Educação do Município informou que as aulas seriam transferidas para a próxima semana, mas não explicou os motivos. A pasta disse ainda que o adiamento não vai comprometer o calendário escolar de 2019.
Já o sindicato dos professores da cidade informou que a paralisação foi motivada pelo aumento da hora/aula para 60 minutos, aumento do número de alunos nas creches e escolas, falta de planejamento e falta de profissionais de apoio, como merendeiras, porteiros e zeladores. A categoria chegou a fazer uma manifestação em frente ao gabinete da prefeitura. 
Na cidade de Angical, de acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, os educadores reivindicam a estabilidade no local de trabalho, regularização das quarenta horas dos professores, e reajuste salarial.
A cidade tem mais de 200 professores e 100 profissionais como merendeiras e auxiliares de serviço que suspenderam as atividades até sexta-feira (8). O grupo fez uma caminhada pelas ruas da cidade.
A Secretaria de Educação de Angical não emitiu nenhum posicionamento.

Nenhum comentário