Teste

Breaking News

STF decide abrir novo inquérito para investigar Collor


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski solicitou a abertura de um inquérito para investigar o senador Fernando Collor de Mello (PROS-AL). O objetivo é verificar se o parlamentar desviou parte da cota parlamentar para pagar despesas de sua residência particular, a Casa da Dinda, em Brasília. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira (18).
Em 2015, a Casa da Dinda chegou a ser alvo de buscas e apreensão de veículos durante a Operação Lava Jato, na qual ele é réu em ação penal e responde a outros cinco inquéritos. Com isso, Collor é alvo do sétimo procedimento no STF.
A Procuradoria Geral da República (PGR) resolveu solicitar a investigação por causa de uma denúncia apresentada na central de atendimento ao cidadão após uma reportagem de 2017 do jornal "O Tempo", que apontava que Collor utilizou dinheiro público para pagar contas de jardinagem e limpeza de sua casa. 
Sorteado relator do caso, Lewandowski permitiu depoimentos e solicitou informações ao Senado sobre gastos de 2011 a 2018 ressarcidos pela instituição. O ministro deu um prazo de 60 dias para a Polícia Federal (PF) colher os depoimentos e as informações. Mesmo assim, se necessário, o prazo pode ser prorrogado.
A Polícia Federal elaborará um relatório sobre a investigação e, com base nele, a PGR definirá se denuncia Collor ou se pede o arquivamento do caso.

Nenhum comentário