Teste


Breaking News

Vereadores denunciam prefeito de Barreiras no ministério publico




Na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores da última terça-feira, 19 de fevereiro, durante seu discurso, o vereador Marcos Reis (PSDB) disse que no dia 16 de fevereiro (sexta-feira) foi informado que havia uma Retroescavadeira, um Patrol e duas Caçambas da prefeitura de Barreiras realizando obras de terraplanagem em uma estrada vicinal e em uma chácara na zona rural do município de São Desidério.

No dia 17 de fevereiro (sábado) juntamente com o Vereador Nereu do Gás (REDE) eles foram até o local que fica a 38km de São Desidério, na BA 463 que liga São Desidério ao município de Correntina.

Ao chegar no local os vereadores constataram que havia sido realizado serviços de terraplanagem na estrada e dentro da chácara de propriedade particular, além das duas máquinas e duas caçambas que se encontravam no local.

O vereador disse que tudo foi gravado em imagens e vídeos que seriam entregues no Ministério Público.

Nesta sexta-feira, 22 de fevereiro, os vereadores Marcos Reis (PSDB), Nereu do Gás (REDE) e José Barbosa (PSC) assinaram uma representação que foi protocolado no Ministério Público do Estado da Bahia para que sejam tomadas todas as providências. 

Segundo os vereadores, o Ministério Público precisa se posicionar diante desse fato, pois segundo a lei 8.429, de 02 de junho de 1992 no inciso IV do Artigo 9° deixa claro que o prefeito não poderia, mesmo com uma solicitação dos proprietários da chácara, mandar que as máquinas e caçambas que estão a serviço da prefeitura de Barreiras fossem realizar obras em outro município e em uma área de propriedade particular, que o prefeito também precisa explicar o que uma caçamba com identificação da prefeitura estava fazendo em sua fazenda também naquele município.

Para o vereador Marcos Reis, o prefeito cometeu crimes de improbidade administrativa ao permitir que esses equipamentos que são pagos pelos contribuintes de Barreiras fossem prestar serviços fora da cidade e também em sua propriedade particular, já que havia uma caçamba em sua fazenda, fato que foi confirmado pelas imagens e por um funcionário do prefeito, todo esse material foi anexado à representação e se encontra nas mãos do Promotor, disse ele.
Na sessão alguns vereadores da base saíram em defesa do prefeito inclusive, citando, segundo eles um ofício que teria sido encaminhado pela Associação dos Amigos Adventistas  solicitando que prefeitura realizasse aquele serviço. Para o vereador José Barbosa, mesmo os vereadores dizendo que havia um ofício, mas que até o momento não foi apresentado, isso não é argumento para defender o prefeito nessa situação, pois o mesmo não tem competência para fazer obras em outra cidade.

Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário