Teste

Breaking News

Moro e Guedes têm reunião com com Kaká, Regina Duarte, Ana Hickman e jogadores de futebol


Os ministros Paulo Guedes, da Economia, e Sergio Moro, da Justiça, se reuniram na noite de terça (9) com artistas, empresários e jogadores de futebol em busca de apoio para a reforma da Previdência e o pacote anticrime, já apresentados ao Congresso. A informação é da colunista Mônica Bergamo, da Folha.
De acordo com Bergamo, o encontro foi em São Paulo. Entre os presentes estavam a atriz Regina Duarte, os cantores sertanejos Zezé Di Camargo e Jorge, da dupla Jorge & Mateus, as apresentadoras Ana Hickmann e Luciana Gimenez e o jogador Kaká. Cerca de dez empresários também participaram da reunião –entre eles, Luciano Hang, da Havan. Os movimentos Nas Ruas e Vem Pra Rua engrossaram o encontro, que ajudaram a organizar. Os dois ministros discursaram juntos para a plateia.

Moro falou do pacote anticrime e afirmou que apoia a reforma da Previdência proposta por Paulo Guedes.
O ministro da Economia fez um longo discurso sobre a necessidade de mudanças no sistema de aposentadorias no Brasil. Disse que o sistema está falido e quebrou antes de a população envelhecer. Afirmou que o país gasta dez vezes mais com a Previdência do que com educação. Voltou a dizer, como tem feito em vários eventos, que 66% dos aposentados recebem até um salário mínimo e 83%, até dois salários. Disse também que as pessoas de baixa renda já se aposentam com uma idade mínima próxima da que está sendo proposta pelo governo –65 anos para os homens e 62 anos para as mulheres.
Ao propor a idade mínima, o governo estaria, portanto, convergindo todos para o mesmo teto e a mesma idade, reduzindo, segundo Guedes, a desigualdade. Segundo a colunista, Guedes, que precisou sair mais cedo para viajar aos EUA, foi aplaudido em pé. Depois que o ministro saiu, os convidados começaram a fazer selfies com o ministro Moro, o mais popular do governo. A mulher do ex-magistrado, Rosângela Moro, também fez selfie com os artistas e postou em suas redes sociais.
O evento foi tratado como sigiloso pelas assessorias de Guedes e Moro. 

Nenhum comentário