Teste


Breaking News

Damares nega improdutividade de Tia Eron e diz que exoneração foi “reorganização interna”



A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves se pronunciou sobre a exoneração da ex-secretária nacional de Políticas para Mulheres, Tia Eron. Ela negou que houve improdutividade e disse que a demissão foi uma “reorganização interna”, sem dar maiores detalhes. 
“Não se pode alegar improdutividade. Sua mãe é uma guerreira, uma mulher de fibra a quem quero muito bem A saída dela é apenas uma reorganização interna. Mais uma vez a imprensa é usada para causar danos a imagens de pessoas queridas. Fique certa que estamos tentando descobrir o que está acontecendo e da onde partiu tal declaração”, disse, em poste no Instagram, respondendo a uma mensagem da filha de Tia Eron. 
Damares também disse que a saída de Eronildes “era para ter sido tranquila, mas virou uma confusão desnecessária”. “ Em nenhum momento você viu uma única declaração minha sobre a saída de sua mãe do ministério, especialmente sobre improdutividade. A saída dela é apenas uma reorganização interna. Admiro Tia Eron, tenho carinho por ela. O que era para ser uma transição tranquila, como foi minha conversa com sua mãe, está virando uma confusão desnecessária. Não sabemos quem deu declarações falsas a imprensa. Sua mãe trabalhou muito na secretaria. A jornada dela avançava as noites e finais de semana”, postou, ainda em resposta à filha da ex-secretária. 

Nenhum comentário