Teste


Breaking News

"Está cada vez mais perto", diz Gilberto Gil após gritos de "Lula livre" em show


Gilberto Gil fez o principal show e fechou o festival Sarará na noite deste sábado (31) na esplanada do Mineirão em Belo Horizonte. Manifestações política em eventos musicais têm sido constantes Brasil afora e não foi diferente em Minas Gerais.
Ao longo da programação, que teve início por volta das 13h, o público soltou gritos como "Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*" e "Lula livre". Quando o artista baiano ouviu o apoio ao ex-presidente, preso há mais de 500 dias, logo se pronunciou: "Está cada vez mais perto".
O otimismo aparente de Gilberto Gil vem após o STF (Supremo Tribunal Federal) anular pela primeira vez uma condenação da Operação Lava Jato. Por 3 votos a 1, a condenação de de Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, se tornou sem efeito. Ele havia sido considerado culpado por corrupção e lavagem de dinheiro.
Essa decisão e as mensagens hackeadas, que mostram o ex-juiz Sergio Moro dando instruções a procuradores da Operação Lava Jato, acabaram incentivando pedidos dos advogados de Lula para soltar o ex-presidente. Justamente a suspeição de Moro e de integrantes da força-tarefa em Curitiba é a base do argumento para o habeas corpus.
Voltando à música: Gilberto Gil fechou com alegria o festival que reuniu cerca de 40 mil pessoas na capital mineira, segundo a organização. Após alguns problemas de saúde nos últimos anos, o baiano mostrou vitalidade no palco -sambou, dançou e interagiu bastante com o público.
No repertório, não só músicas dele. "Is This Love", "Aquele Abraço", "Esperando na Janela", "Maracatu Atômico", "Toda Menina Baiana" e "Pro Dia Nascer Feliz" foram alguns dos sucessos entoados por Gil.
A programação da sexta edição do festival contou com encontros e parcerias no palco. Djonga e Mano Brown, Duda Beat e Pabllo Vittar, Letrux e Marina Lima e Lagum com Iza, por exemplo, fizeram apresentações juntos. Baco Exu do Blues, BaianaSystem e Silva ainda foram escalados no lineup.

Nenhum comentário