Teste


Breaking News



Governo vai decretar estado de calamidade em cidades atingidas por óleo e doar materiais


O governo da Bahia irá publicar decreto de calamidade pública em todos os municípios do estado que foram atingidos pelas manchas de óleo que atravessam o Nordeste desde a última semana. De acordo com o governador em exercício, João Leão (PP), a medida abarcará também Salvador e Lauro de Freitas. 

“Vamos trabalhar com toda a responsabilidade e chamar os prefeitos de cada cidade atingida para participar e não deixar uma manchinha de óleo na nossa Bahia”, disse Leão. 

O governador em exercício também garantiu que o Estado providenciará, a partir deste domingo (13) a compra de materiais que irão auxiliar na remoção das manchas. “O governo vai fornecer os materiais necessários com luvas, botas e vassouras”, resumiu Leão.

A superintendência baiana do Instituto Do Meio Ambiente E Recursos Hídricos (Inema) solicitou, neste sábado (12), que a Marinha recolhesse material na Baía de Todos-os-Santos para averiguar se as manchas de petróleo que assolam o Nordeste desde a última semana chegaram a Baía de Todos-os-Santos. 

Manchas de óleo com 21 quilômetros quadrados e outra de 3,3 quilômetros quadrados foram identificadas por um satélite da União Europeia se aproximando do litoral da Bahia e de Sergipe, de acordo com apuração da Folha de S. Paulo junto ao professor do curso de Oceanografia da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Pablo Santos.

 
A pesquisadora Olívia Oliveira, em entrevista coletiva no Instituto de Geociências da Universidade Federal da Bahia (UFBA), disse que óleo que resultou nas manchas encontradas em mais de 130 localidades do litoral nordestino tem origem da Venezuela

Nenhum comentário