Teste


Breaking News



Rodrigo Maia acusa Caixa Econômica de roubar R$ 7 bilhões do FGTS por ano: “Não é justo”


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou que, do lucro anual da Caixa Econômica Federal, cerca de R$ 7 bilhões são “roubados” do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, FGTS. Em entrevista ao SBT, ele criticou a taxa cobrada pelo banco para administrar o Fundo e sugeriu que, caso não seja reduzida, o governo deve buscar outras instituições financeiras:
“Não dá para a Caixa continuar tirando o dinheiro do trabalhador –como já vem há muitos anos, não é só desse governo, não estamos culpando o governo– e administrar o dinheiro do trabalhador sem remunerar o capital de forma correta”, afirmou Maia.
“Não é justo que o dinheiro do trabalhador, que é sócio deste fundo imenso que é o FGTS, seja usado como subsídio para construir a casa de outra pessoa”, continuou. “Para o trabalhador, o FGTS pode ser a única poupança que ele tem”, declarou Maia.
Ele defendeu que é necessário realizar uma reforma no na estabilidade dos servidores públicos federais e criar novas regras para os futuros:
“Não é uma estabilidade completa. Não é porque você passou em um concurso que você tem estabilidade independente de metas, independente de eficiência, independente da produtividade do setor público”, afirmou Maia.

Nenhum comentário