Neto sobre morte de miliciano: 'Prefiro não opinar para não politizar um assunto tão grave'


O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse, neste domingo (16), que quer "manter distância" sobre o caso do miliciano Adriano da Nóbrega, que foi morto na semana passada na cidade baiana de Esplanada.

O ex-capitão do Bope estaria envolvimento na morte da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (PSOL), e era citado na investigação que apura a prática de “rachadinha” no antigo gabinete do senador Flávio Bolsonaro, quando era deputado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro na (Alerj).

"Quero manter distância. Prefiro não opinar para não politizar um assunto tão grave. Qualquer coisa que eu diga, imediatamente será levada para a política", declarou Neto, em entrevista ao Bahia Notícias. 

Neste final de semana, o governador Rui Costa (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) trocaram farpas por causa da morte do miliciano 

Nenhum comentário