Guedes sugere que China financie plano 'para ajudar todo mundo atingido'


O ministro da Economia, Paulo Guedes, sugeriu que a China financiasse um “um Plano Marshall para ajudar todo mundo que foi atingido”. A fala dele foi registrada na reunião do dia 22 de abril entre ministros e o presidente da República, Jair Bolsonaro, cuja íntegra foi liberada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello.

Guedes defendeu o nome do programa “Pró-Brasil”, contra a adoção de “Plano Marshall”. Para ele, “o governo quebrou”. “Em todos os níveis. Prefeitura, governador e governo federal”, completou. “Então tá cheio de gente pensando nessa eleição agora, e botando coisa na p ... na cabeça do ... do ... de todo mundo aqui dentro, que são governadores querendo fazer a festa, são às vezes ministros querendo aparecer, tem de tudo”, avaliou o ministro da Ecomomia.

“Não pode ministro pra querer ter um papel preponderante esse ano destruir a candidatura do presidente, que vai ser reeleito se nós seguirmos o plano das reformas estruturantes originais”, defendeu Guedes.


Nenhum comentário