Estudo feito por cientistas italianos aponta que o uso da Hidroxicloroquina com Azitromicina reduz em 66% o risco de morte por covid19

Estudo feito por cientistas italianos aponta que o uso da Hidroxicloroquina com Azitromicina reduz em 66% o risco de morte por covid19


Um estudo italiano publicado na Science Direct concluiu que pacientes pacientes hospitalizados com covid19 que usavam hidroxicloroquina e azitromicina tiveram taxa de mortalidade reduzida em 66%. O estudo também indica a maior efetividade dos medicamentos nas fases iniciais da doença.

O estudo pesquisou 539 pacientes com coronavírus que foram hospitalizados em Milão entre 24 de fevereiro e 17 de maio, 174 deles faleceram no hospital.

Os pacientes foram divididos em grupos. Um grupo recebeu hidroxicloroquina um dia após serem internados no hospital. Outro grupo recebeu hidroxicloroquina e azitromicina. Um terceiro grupo não recebeu nenhum dos dois medicamentos. A porcentagem de óbitos nos três grupos foi de 27%, 23% e 51%, respectivamente, de acordo com os resultados publicados.

Apenas 4,3% dos pacientes que tomaram hidroxicloroquina fizeram uso de respiradores mecânicos, contra 14,2% dos pacientes que usaram os dois medicamentos e 26,1% do grupo de pacientes que não utilizou nenhum dos dois medicamentos.

A pesquisa foi publicada no dia 29 de julho de 2020 na revista online Science Direct e foi conduzido pelos pesquisadores Antonella d’Arminio Monforte, Alessandro Tavelli, Francesca Bai, Giulia Marchetti, Alessandro Cozzi-Lepri.

Nenhum comentário