BARREIRAS: HOMEM QUE ESPANCOU MÃE E FILHA É MORTO PELA POLÍCIA

 BARREIRAS: HOMEM QUE ESPANCOU MÃE E FILHA É MORTO PELA POLÍCIA

 29 de set de 2020

Acusado de tentativa de homicídio contra Marcia Simone Gouveia e sua filha A. B. G.O. de dez anos de idade, Edson Bispo dos Santos, natural de Santo Antonio de Jesus/Ba, vulgo Nego Wel ou Piau, 33 anos, morreu, segundo relato policial, após entrar em confronto com a polícia, na noite desta segunda-feira, 28, no bairro Santa Luzia. De acordo com informações da Polícia Militar (83ª CIPM/PETO), ele foi localizado em frente a uma residência nas imediações do Colégio Santa Luzia.

O homem teria recebido a polícia a tiros e, na ação, foi atingido. Ainda recebeu atendimento do SAMU, mas não resistiu aos ferimentos e morreu dentro da ambulância. No instante em que tentava atirar contra os policiais uma bala de sua arma (revólver calibre 38) teria picotado. Seu corpo foi conduzido ao IML regional para realização de necropsia. Arma e munições serão apresentadas na delegacia do bairro Aratu.

Agressão contra mãe e filha

A dupla tentativa de homicídio aconteceu no início da madrugada de domingo (27), na rua “U”, bairro Vila Nova. O autor utilizou um pedaço de madeira, tipo caibro para espancar brutalmente às vítimas. Gravemente feridas e inconscientes, ambas foram socorridos por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências – SAMU, em seguida encaminhadas para o Hospital do Oeste.

 

 

O delegado Marcos Ludovico, que iniciou as investigações do crime, ressalta que não se descarta a possibilidade do criminoso ter abusado sexualmente das vítimas, mas essa hipótese levantada por testemunhas será investigada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O delegado afirmou que não existe vinculo familiar entre Edson e as vítimas. A mãe dele mora próximo ao endereço delas.

Edson Bispo possuía mais de dez passagens registradas no complexo policial de Barreiras, por furtos em residências, tráfico de drogas e outros. Também possui histórico de fugas e recapturas em sua ampla ficha criminal.

Alô Alô Salomão

Nenhum comentário