Neymar acusa zagueiro adversário de racismo: 'Arrependimento de não ter dado na cara dele'

 Segunda, 14 de Setembro de 2020 - 07:38

Neymar acusa zagueiro adversário de racismo: 'Arrependimento de não ter dado na cara dele'
Foto: C. Gavelle / PSG

O atacante Neymar acusou o zagueiro espanhol Álvaro González de ofensas raciais na derrota do PSG para o Olympique de Marselha por 1 a 0, neste domingo (13), no Parque dos Príncipes, pela terceira rodada do Campeonato Francês. Ele discutiu com o defensor na etapa final e acabou sendo expulso. O brasileiro disse que foi chamado de macaco e admitiu ter dado um tapa no adversário quando deixava o campo.

 

"Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca", escreveu Neymar nas redes sociais.

 

Cerca de uma hora depois, Neymar fez outro desabafo na internet. Desta vez, ele criticou o árbitro Jérôme Brisard pela omissão no caso de racismo. Para o camisa 10 do PSG, o homem do apito poderia analisar as imagens no árbitro de vídeo.

 

"VAR pegar a minha "agressão é mole... Agora quero ver pegar a imagem do racista me chamando de "MONO HIJO DE PUTA" (macaco filha da puta)... isso eu quero ver! E aí? CARRETILHA você me pune... CASCUDO sou expulso... e eles? E aí?", disparou.

 

Neymar começou o jogo como titular e ainda aos 37 minutos do primeiro tempo, foi até o quarto árbitro e acusou o rival de racismo repetindo "Racismo no!", em espanhol. No fim da partida, os dois voltaram a discutir, e o camisa 10 voltou a chamar o zagueiro de racista, que se defendeu dizendo que não. Após a confusão, ele deu um tapa na cabeça do espanhol e recebeu o cartão vermelho já aos 53 da etapa final.

 

Com o resultado, o PSG perdeu o seu segundo jogo disputado no Campeonato Francês da nova temporada. Na quarta-feira (16), às 16 no horário de Brasília, o time de Paris volta ao gramado para encarar o Metz, novamente no Parque dos Príncipes, desta vez pelo jogo adiado da primeira rodada.

Nenhum comentário