Bahia não prevê ações especiais de combate à incêndios na Chapada Diamantina


                                                                         por Mari Leal

Bahia não prevê ações especiais de combate à incêndios na Chapada Diamantina
Foto: Luana Soares/Brigada Voluntária Anjos da Chapada

O mês de outubro antecipou para o poder público e para as brigadas voluntárias o desafio de conter os focos de incêndios florestais na região da Chapa Diamantina. A situação costuma ser recorrente nos meses em que a redução da umidade do ar é mais severa, a exemplo de novembro e dezembro. Nesta segunda-feira (12), após seis dias de queimadas na região, o Corpo de Bombeiros decretou extintos os focos na área, mas garantiu que segue monitorando a área (reveja). 

 

A secretaria de Meio Ambiente da Bahia (Sema), no entanto, questionada pelo Bahia Notícias, não evidenciou a elaboração de ações especiais de combate aos incêndios nos próximos meses. De acordo com a pasta, até o momento, segue a ação comum que é a prontidão de bombeiros militares especializados no 17° Grupamento de Bombeiros Militar (17°GBM), em Barreiras, para atender com maior celeridade os chamados contra incêndios florestais. 

 

A pasta coordena ainda o Programa Bahia Sem Fogo (BDF), que realiza ações de prevenção e combate aos incêndios florestais. A iniciativa é coordenado pela Sema e integra e coordena o Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Bahia, formado por representantes de secretarias estaduais, instituições municipais e federais, entre elas: Inema; Casa Militar do Governador; Segurança Pública (SSP); Saúde (Sesab); Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS); Educação; Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri); Turismo (Setur); a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (SUDEC); e Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA).

 

O programa promove cursos para formação de peritos, treinamento de brigadistas, reuniões e oficinas com as comunidades rurais, campanhas de prevenção, sensibilização e educação ambiental e a organização de subcomitês. 

 

AÇÃO VOLUNTÁRIA 

Também atua no combate aos incêndios na região as brigadas voluntárias, equipes treinadas pelo Corpo de Bombeiros Militar da Bahia. É nesta proposta que se insere a Brigada Voluntária Anjos da Chapada, que se tem oficial na cidade de Seabra, área Central da Chapada Diamantina. O grupo é formado por 65 voluntários. 

 

De acordo com Maciel, que lidera o grupo, cerca de 90% das brigadas que atuam no combate ao fogo naquela região são formadas por agentes voluntários, que conciliam a vida pessoal com as ações de combate ao fogo. “As brigadas voluntárias estão em apoio ao Estado, onde o Estado não está presente”, destaca. 

 

Para o período da baixa umidade, o grupo, segundo Maciel, está prevendo um aumento do número de agentes em plantão para possíveis chamadas. “O que estamos fazendo é triplicar o número de pessoas em plantão nessa época do ano porque sabemos que aumenta os focos”, destaca. As equipes serão formadas por pelo menos dez pessoas. 





Fonte: Bahia Noticías

Nenhum comentário