Postagens mais visitadas


 Em decisão nesta quarta-feira (10), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, afastou o ex-deputado federal Roberto Jefferson da presidência do PTB.


O afastamento tem validade de 180 dias, podendo ser prorrogado, e atende pedido de deputados estaduais e federais da própria legenda.

No despacho, Moraes diz “Determino a imposição de medida cautelar consistente na suspensão de Roberto Jefferson Monteiro Francisco do exercício da função de presidente do Partido Trabalhista Brasileiro pelo prazo inicial de 180 dias”.

O ex-deputado Roberto Jefferson está preso de forma preventiva, quando não tem prazo determinado, desde 13 de agosto, por determinação do ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das milícias digitais, uma continuidade do inquérito dos atos antidemocráticos. Ele divulgou vídeos com ameaças aos integrantes do STF.

Em setembro, o próprio ministro autorizou que Jefferson deixasse a prisão para receber tratamento médico. Jefferson passou a ser monitorado por tornozeleira eletrônica.

Em agosto, o ex-deputado foi denunciado pela Procuradoria Geral da República (PGR) por incitação ao crime, ameaça às instituições e homofobia.

Nenhum comentário