Teste


Breaking News

Em 1ª aparição pública após prisão, Lula se diz 'cansado de mentiras'


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, em depoimento por videoconferência nesta terça (5), ter compromisso "com a verdade" e que está "cansado de mentiras".
Ouvido pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio, o petista falou por cerca de 50 minutos como testemunha de defesa do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) —que é réu em uma ação penal que investiga uma suposta compra de votos para escolha da capital fluminense como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.
É a primeira aparição pública de Lula desde que ele foi preso há cerca de dois meses, após ser condenado a nove anos e seis meses por lavagem de dinheiro e corrupção no chamado caso triplex do Guarujá (SP). 
Segundo o portal UOL, pouco antes da abertura da audiência, o petista viu sua imagem em um telão e disse em tom de brincadeira: "Estou bonito, hein?". Bretas ouviu o comentário e ironizou: "Não fala mal de mim que estou ouvindo, hein". "Eu sei, estou com o microfone aqui na frente", rebateu o ex-presidente.
Vestido com terno escuro e gravata com as cores da bandeira brasileira, Lula falou que a gravata era a mesma que ele usou no dia em que o Rio foi escolhido como sede da Olimpíada. "Essa gravata é das Olimpíadas. Eu a carrego até ela ficar desmontando aqui."
No começo do depoimento, Bretas o alertou que, na condição de testemunha, ele deveria apenas responder às perguntas formuladas pelos advogados e eventualmente pelo próprio magistrado.
De acordo com a reportagem, o magistrado avisou que a audiência não seria espaço para discursos políticos e que ele exercia uma função "auxiliar do Juízo". "O senhor não está aqui se defendendo", afirmou Bretas ao ex-presidente, que a certa altura declarou:  "No Brasil, não tem nenhum brasileiro que quer mais a verdade do que eu".

Nenhum comentário