Teste


Breaking News

Vem Pra Rua faz ato no Senado pelo impeachment de Gilmar Mendes



Representantes do Vem Pra Rua se reúnem às 16h desta terça-feira (07/08), no Plenário 2 do Senado Federal, Ala Nilo Coelho, em Brasília (DF), para um ato que pede o encaminhamento do pedido de impeachment do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes.
O movimento irá se reunir com os parlamentares para solicitar que o processo tramite na Casa seguindo os procedimentos legais estabelecidos na Constituição Federal, Regimento Interno do Senado Federal e demais normas legais aplicáveis à espécie. A organização suprapartidária fará a leitura de manifesto subscrito por alguns senadores com pontos que podem ser aplicados ao impedimento do magistrado.
O Vem Pra Rua defende o aprimoramento do STF, considerando questões de ordem já apresentadas por senadores, assim como o próprio pedido de impeachment de Gilmar Mendes, protocolado pelo jurista e professor da USP (Universidade de São Paulo), Dr. Modesto Carvalhosa.
De forma democrática, o movimento pede celeridade na apreciação do pedido que constitui um instrumento importante do Estado de Direito. O Vem Pra Rua defende debate os debates em torno da questão, para que todos os interessados – parlamentares e sociedade civil – possam se manifestar.
MAPA DO IMPEACHMENT
No último sábado (04/08) o Vem Pra Rua lançou o "Mapa Fora Gilmar" (http://foragilmar.vemprarua.net/). A ferramenta foi criada para monitorar como os senadores se manifestam em relação ao tema, iniciando pelo encaminhamento de impeachment do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes.
Os parlamentares são classificados como "indecisos", "contrários" e "favoráveis". Leva-se em conta as declarações públicas dos senadores. A equipe de tecnologia do Vem Pra Rua também vai usar ciência de dados com cruzamento de informações públicas. O movimento aposta nas suas redes sociais para mobilizar a sociedade. De acordo com a organização, cerca de 4 milhões de usuários são impactados diariamente pelas postagens no Facebook e teve 80 milhões de tweets visualizados no primeiro semestre deste ano.

Nenhum comentário