Teste


Breaking News



Médicos estão em greve no Hospital Regional de Ibotirama


Terminou sem acordo a reunião entre os médicos do Hospital Regional de Ibotirama, que estão em greve há 04 dias, e o responsável pela administração da unidade.

Na manhã desta segunda-feira (14), como condição para voltar ao trabalho, os médicos propuseram o pagamento do salário de julho e a garantia do acerto dos demais em atraso. A condição não havia sido aceita pelo representante da SM no prazo indicado pelos médicos.


Além da alternativa, os médicos demonstraram interesse em discutir outras possibilidades. No entanto, nenhuma contraproposta teria sido feita até às 12h55. Diante do quadro, os médicos temem não receber pelos meses trabalhados, já que a administração do HRI está em fase de transição.

Ainda conforme informações, os plantonistas continuarão em greve caso a situação não seja resolvida. Apesar disso, os casos de urgências e emergências continuam sendo atendidos. Plantonistas, cirurgiões e anestesista estavam de prontidão no hospital por volta das 12h.

Para que isso se confirme, o Congresso deve aprovar os valores propostos pelo governo. Para ampliar os gastos, entretanto, o Legislativo teria que cortar gastos em outros setores. "Isso fica cada vez mais difícil. Porque todas as áreas estão sofrendo contingenciamento [bloqueio] grande. Como estamos chegando perto do limite, tirar de uma área para colocar em outra fica cada vez mais uma não possibilidade", avaliou Felipe Salto, diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI), ligada ao Senado Federal.


 Portal Lapa Oeste.

Nenhum comentário