Teste


Breaking News



PSL deve abrir mão de candidatura própria em 2020 nas cidades com postulante do DEM




A aliança entre o PSL na Bahia e o DEM não irá valer apenas para Salvador. O partido deve abrir mão de ter candidaturas próprias a prefeituras no estado em cidades em que o DEM de ACM Neto apresentar um postulante nas eleições de 2020. 

Questionada, a presidente Dayana Pimentel confirmou a estratégia. “O PSL vem em busca de espaço nos municípios, pois acreditamos que, através dessas ocupações, podemos mostrar nosso trabalho sério e fincado em princípios liberais econômicos e conservadores. Portanto, encabeçando a chapa ou fazendo parte dela, iremos pleitear o que for viável”, declarou. 

Nos municípios com candidatura competitiva do DEM e também do PSL, o partido de Dayane Pimentel deve pleitear a vice-prefeitura em chapa democrata.

Na Bahia com 417 municípios, a estratégia não está completamente pacificada. Apesar de declarar apoio a Bruno Reis em Salvador, a aliança entre Dayane e ACM Neto deve trazer insatisfação para o eleitor do PSL em algumas cidades. 

Deputados do partido ouvidos pelo Bahia Notícias narraram como exemplo o município de Jacobina. Na cidade, Luciano da Locar (DEM) deve pleitear a reeleição em meio a críticas à gestão. Apoiadores do PSL passaram a cobrar uma candidatura da legenda na cidade, narram parlamentares.

No palácio Thomé de Souza, a leitura feita é a de que, sem o apoio de Jair Bolsonaro, o PSL não terá força para lançar candidatura própria, se tornando um grato aliado com tempo de TV e fundo partidário (entenda aqui). 

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (12) que deixará o PSL e fundará sua própria legenda (veja aqui). Com relações estremecidas com a família presidencial (lembre aqui), Dayane Pimentel não confirmou se acompanhará o capitão na mudança de casa. Ela não apareceu entre os deputados que se reuniram com o presidente na tarde desta terça para tratar sobre o novo partido. 

Nenhum comentário