Huck perderia para Bolsonaro em 2022, diz pesquisa eleitoral

Huck sinalizou voto em Bolsonaro em 2018, mas hoje é um dos maiores críticos do presidente

Huck sinalizou voto em Bolsonaro em 2018, mas hoje é um dos maiores críticos do presidente
Foto: Divulgação
Em simulações de primeiro turno, o apresentador Luciano Huck aparece em quarto e quinto lugares, atrás do presidente Jair Bolsonaro e de presidenciáveis como o ex-ministro Sergio Moro, o petista Fernando Haddad e o pedetista Ciro Gome

No melhor resultado, o dono do Caldeirão conseguiu 8,3% das intenções de voto. Ficou à frente de políticos como o governador de São Paulo João Doria (PSDB), o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (Democratas) e o banqueiro João Amoêdo (Novo).
No cenário em que Bolsonaro Huck disputam o segundo turno, o presidente conseguiria facilmente ser reeleito, de acordo com o Instituto Paraná. O placar seria 50,8% a 27,6%. Bolsonaro venceu também nas outras combinações: contra LulaDoriaCiroHaddad Moro.
A pesquisa foi realizada de 18 a 21 de julho por meio de ligações telefônicas em 188 cidades de todas as regiões do País. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.
A pré-candidatura de Luciano Huck nem foi anunciada e já causa incômodo na Globo. A cúpula da emissora não quer que ele seja visto como seu candidato oficial. O apresentador e o canal receberam críticas de Bolsonaro ("Povo não vai votar em pau mandado da Globo") e Lula ("A Globo, depois de lançar o Bolsonaro, agora vai lançar o Caldeirão do Huck").


Nenhum comentário