Postagens mais visitadas


Teletransporte quântico estável de longo alcance obtido pela primeira vez

 

imagens da internet

Os físicos realizam com sucesso o teletransporte quântico estável de longo alcance

Nos últimos anos, a computação quântica se tornou uma área ativa de pesquisa, com o objetivo de encontrar uma maneira de controlar, gerenciar e transferir informações quânticas (qubits) de forma eficaz para que cálculos complexos possam ser realizados.

O desenvolvimento de uma Internet quântica , pela velocidade e segurança que traria aos usuários, é em particular uma área importante de pesquisa.

E, recentemente, uma colaboração de instituições teve sucesso pela primeira vez na realização de um teletransporte quântico estável de qubits ao longo de 22 km.

Tal resultado é extremamente promissor para uma futura Internet quântica, da qual o mecanismo de teletransporte quântico é um dos elementos chave.

Liderada pela Caltech, uma colaboração entre Fermilab, AT&T, Universidade de Harvard, Laboratório de Propulsão a Jato da NASA e a Universidade de Calgary, relata que conduziu com sucesso um teletransporte de qubits.

A unidade base do informação quântica, mais de 22 quilômetros de fibra em duas bancadas de teste: a Rede Quântica Caltech e a rede quântica Fermilab.

Embora a colaboração soubesse que havia “alcançado resultados significativos” na primavera de 2020, diz a física Maria Spiropulu, eles se abstiveram de compartilhar as notícias, mesmo informalmente nas redes sociais, até a publicação do relatório.

Teletransporte de estados quânticos emaranhados: a base de uma futura Internet quântica

esquema experimental de protocolo de teletransporte quântico
Diagrama do protocolo experimental envolvendo Alice, Bob e Charlie. Créditos: Raju Valivarthi et al. 2020

O teletransporte quântico não envolve a transferência real de matéria, mas envolve partículas emaranhadas. O estudo teve como objetivo teletransportar o estado dos qubits, ou “bits quânticos”, que são as unidades básicas da computação quântica.

De acordo com o estudo, os pesquisadores montaram o que é essencialmente uma rede compacta com três nós: Alice, Charlie e Bob.

Neste experimento, Alice envia a Charlie um qubit. Bob tem um par de qubits emaranhados e também envia um qubit para Charlie, onde ele interfere no qubit de Alice.

Charlie projeta o qubit de Alice em um estado de Bell quântico emaranhado que transfere o estado do qubit original de Alice para o qubit restante de Bob.

O avanço é notável por vários motivos. Muitas demonstrações anteriores de teletransporte quântico mostraram ser instáveis ​​em longas distâncias.

Há anos se fala em computação quântica e este estudo nos aproxima de alcançá-la em escala prática.

Fonte:

Trust My Science

[Realidade Simulada]

Nenhum comentário