Nos braços do Pai


A despedida ao Pastor Clovis Lopes de Sousa mostrou um pouco do homem que ele foi e de como será lembrado. Homem de fé e de obras. Me lembro dele no Lar Batista, quando aos domingos – a convite do meu amigo e irmão Eneias Rodrigues -  íamos jogar bola com os internos. A dedicação e o carinho que ele tinha pelas crianças como forma de amenizar a situação de cada uma era perceptível.

Tempos depois nos encontramos no Colégio Batista, que funcionava próximo à Igreja Matriz de Barreiras. Sempre solícito e dedicado no desempenho de suas funções tanto na obra de Deus, bem como nas suas atribuições sociais. O pastor Clovis deixa um legado de homem íntegro, exemplo de pai, de companheiro e amigo. Deus o recolheu segundo a sua vontade como é fato e notório aos homens que conduzem a Palavra Viva como ferramenta de transformação e conversão da humanidade.

Em qualquer despedida há um sentimento de dor, de saudade, mas quando parte um fiel ao Criador existe a certeza de que há uma grande festa na Nova Jerusalém pela chegada daquele tão aguardado. Dessa forma, nos despedimos de um grande homem que marcou o seu tempo com fé e com obras em benefícios de muitos.

À sua esposa Naná e aos filhos Déo e Júnior os nossos mais sinceros sentimentos e desejo que Deus conforte a todos. 

Nenhum comentário