Preço do gás de cozinha na Bahia terá aumento de 8,2% a partir de 1° de agosto

 O preço do gás de cozinha na Bahia terá um reajuste a partir de segunda-feira (1°) e o produto ficará mais caro. O aumento foi confirmado ao iBahia nesta quinta-feira (28) pela Acelen, empresa que administra a Refinaria Mataripe, antiga Refinaria Landulpho Alves.

De acordo com a companhia, o reajuste será de 8,2% em cima do preço repassado para as distribuidoras. Em contato com o iBahia, o Sindigás informou que isso representa cerca de R$ 4,99 de aumento para as empresas.

Já para os consumidores, o valor do gás de cozinha possivelmente vai ficar em torno de R$ 5 a R$ 7 mais caro. Em Salvador e região metropolitana, segundo o sindicato, o preço médio é de R$ 125, e com esse novo reajuste poderá passar de R$ 130.

Este será o sexto reajuste do gás registrado só neste ano no estado – sendo cinco determinados pela Acelen e um aplicado pela Petrobras. O primeiro aumento de 2022 aconteceu em fevereiro deste ano. O último até então tinha sido no dia 1° de julho.

Confira nota da Acelen sobre o aumento:

A Acelen informa que os preços dos produtos produzidos pela Refinaria de Mataripe seguem critérios de mercado que levam em consideração variáveis como custo do petróleo, que é adquirido a preços internacionais, dolar e frete.

A Acelen reafirma sua aposta em uma política transparente, amparada por critérios técnicos, em consonância com as práticas internacionais de mercado. (G1).


Nenhum comentário