Teste

Breaking News

Bancada baiana está dividida na votação de denúncia contra Temer; veja os votos



A bancada baiana na Câmara dos Deputados está dividida ao meio quanto ao voto a ser dado no relatório que será encaminhado ao plenário nesta quinta-feira (13). Dos 39 deputados federais, 16 declararam voto favorável ao prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) e outros 16 votarão pelo arquivamento da denúncia, seja por opção pessoal ou por determinação partidária.
PR, PMDB, PRB, PSD e PP fecharam questão e, portanto, os parlamentares destas siglas devem votar pelo fim da tramitação do processo sob pena de perderem o mandato. Nos 16 mencionados acima, não estão inclusos, os deputados do PSD, José Nunes e Sérgio Britto. Ambos tentam liberação da legenda para votar pelo prosseguimento, contudo, caso não consigam a autorização tendem a votar com o partido, ou seja, pelo arquivamento.
Do DEM, apenas José Carlos Aleluia afirmou que votará contra o prosseguimento da denúncia. Elmar Nascimento e Paulo Azi não declararam voto optando por revelar apenas quando da votação nominal em plenário. Cláudio Cajado, Uldurico (PV) e Irmão Lázaro não foram localizados pela reportagem do BNews para se posicionar.
A votação da CCJ acontece nesta quinta-feira e governo construiu maioria “artificial” no colegiado a partir das inúmeras trocas que fez ao longo das duas últimas semanas. Tirou deputados que votariam pela continuidade e colocou os declaradamente contrários. Deste modo, o colegiado dificilmente refletirá o resultado do plenário.
Por outro lado, uma questão de convenção negociada pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) determina que abrir a sessão de votação do parecer que será aprovado na CCJ é preciso ter 342 deputados com a presença registrada em painel. O número é exatamente o mesmo de votos que são necessários para a continuidade da ação.
O interessante é que os parlamentares que defendem a continuidade não somam 342 votos neste momento. Portanto, se levado a plenário a tendência é o arquivamento. No entanto, a tropa de choque do presidente Temer não acredita que conseguirá ter 342 deputados no plenário para abrir a sessão.
Acontece o seguinte: se os que defendem o arquivamento não estiveram em número suficiente para abrir a sessão, ou seja, 342, a votação fica para após o recesso. Contudo, se colocarem a fatura estará liquidada e a matéria arquivada.
Veja como votam os baianos:
AFONSO FLORENCE PT/BA (S)
ALICE PORTUGAL PCdoB/BA (S)
ANTONIO BRITO PSD/BA (N)
ARTHUR OLIVEIRA MAIA PPS/BA (N)
BACELAR PODEMOS/BA (S)
BEBETO PSB/BA (S)
BENITO GAMA PTB/BA (N)
CACÁ LEÃO PP/BA (S)
CAETANO PT/BA (S)
CLAUDIO CAJADO DEM/BA (S)
DANIEL ALMEIDA PCdoB/BA (S)
DAVIDSON MAGALHÃES PCdoB/BA (S)
ELMAR NASCIMENTO DEM/BA (N)
ERIVELTON SANTANA PEN/BA (N)
FÉLIX MENDONÇA JÚNIOR PDT/BA (S)
IRMÃO LAZARO PSC/BA (?)
JOÃO CARLOS BACELAR PR/BA (N)
JOÃO GUALBERTO PSDB/BA (S)
JORGE SOLLA PT/BA (S)
JOSÉ CARLOS ALELUIA DEM/BA (N)
JOSÉ CARLOS ARAÚJO PR/BA (N)
JOSÉ NUNES PSD/BA *
JOSÉ ROCHA PR/BA (N)
JUTAHY JUNIOR PSDB/BA (S)
LUCIO VIEIRA LIMA PMDB/BA (N)
MÁRCIO MARINHO PRB/BA (N)
MARCOS MEDRADO PODE/BA (S)
MÁRIO NEGROMONTE JR. PP/BA (N)
NELSON PELLEGRINO PT/BA (S)
PASTOR LUCIANO BRAGA PRB/BA (N)
PAULO AZI DEM/BA (?)
PAULO MAGALHÃES PSD/BA (N)
ROBERTO BRITTO PP/BA (N)
ROBINSON ALMEIDA PT/BA (S)
RONALDO CARLETTO: PP/BA (N)
SÉRGIO BRITO PSD/BA *
ULDURICO JUNIOR PV/BA (?)
VALMIR ASSUNÇÃO PT/BA (S)
WALDENOR PEREIRA PT/BA (S)

Nenhum comentário