Teste

Breaking News

"Instabilidade no setor de combustíveis só será resolvida na urna', diz Oziel Oliveira na Bahia Farm Show



08 de Junho de 2018 às 17:00 Por: Luiz Fernando Lima/BNews Por: Luiz Fernando Lima e Alexandre Santos00comentários
O prefeito de Luís Eduardo Magalhães, Oziel Oliveira (PDT), afirmou nesta sexta-feira (8) que a instabilidade por que o país atravessa na esteira da crise dos combustíveis só terá fim “com o voto na urna” para a escolha de um novo presidente.
Para ele, o tratamento que o governo Michel Temer (MDB) tem dispensado ao tema não permite que os diversos segmentos da ecomomia se planejem "nem para o dia seguinte”. 
“Essa instabilidade política e fraqueza que o presidente Temer tem tido em sua relação com o tratamento de tudo o que acontece no país, sejam os aumentos diários da Petrobras, a queda do próprio presidente Pedro Parente da Petrobras, não culminam com os desejos dos caminhoneiros e todos os setores da logística nacional”, declarou Oliveira ao BNews, durante a Bahia Farm Show, evento sediado no município até este sábado (9).
“Tudo isso tem trazido essa instabilidade do dólar, que está oscilando muito, e trazendo toda uma complexidade para a nossa economia. [O problema] só será resolvido com o voto na urna, quando teremos a condição de ter um novo presidente da República. Do jeito que está, não temos condições de fazer planejamento nem para o dia seguinte”, acrescenta o gestor.     
Segundo Oliveira, a volatilidade no preço do petróleo tem pautado a maioria das discussões do evento. "Essa foi uma discussão em todas as esquinas da feira, além da tabela de fretes e o que está ocorrendo todos os dias com a nossa Petrobras. O aumento diário, que é uma questão que afeta a agricultura, a nossa logística completa. Está tendo uma repercussão enorme do que está acontecendo coma Petrobras. Seja no aumento diário do óleo diesel, que é parte do nosso custo de produção, e a perda que a Bahia está tendo de uma fábrica de ureia", diz, referindo-se à Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Bahia (Fafen-BA), em Camaçari. 
"A Petrobras precisa olhar com um olhar mais profundo para a proteção da economia nacional. É isso que todos os países fazem para proteger suas economias", afirma o prefeito. 
Números da feira devem superar 2017
Apesar das críticas ao atual momento econômico, Oziel afirma que os negócios fechados na Bahia Farm Show 2018 devem superar os números da edição do ano passado.
"A feira está altamente positiva. Nós já tivemos reunião com superintendentes de alguns bancos, a exemplo do Banco do Brasil, que já tinha fechado um grande volume de negócios, superando o ano passado. Pelo que já temos de dados compilados, a feira de 2018 terá uma superação [em relação à] de 2017", adianta o prefeito. 
"Mas o que vale, mais do que superar as vendas, serão realmente o pós-venda e as relações que nós fizemos aqui. Sejam comerciais, sejam das tecnologias trocadas e importância que a Bahia Farm Show tem para a região oeste e para a Bahia, produzindo novas economias, gerando oportunidades de emprego e podendo fazer também discussões sobre todos os nossos painéis, das nossas dificuldades, do Funrural, das taxas cartoriais, das nossas discussões cada vez mais proativas das questões do meio ambiente, do trabalho. É isso que ela produz para todos nós", conclui Oziel.

Nenhum comentário