Teste

Breaking News

Temer tira dinheiro do SUS para reduzir preço do diesel



Para compensar o subsídio de R$ 9,6 bilhões à redução do preço do diesel e a redução dos tributos incidentes sobre o combustível, o governo tomou medidas drásticas, que quem vai pagar é o povo brasileiro.
Publicidade
Na prática, será elevada a arrecadação de impostos de exportadores, indústrias de refrigerantes e indústria química. E o pior: recursos de programas ligados às áreas de saúde e educação foram reduzidos.
O governo cancelou também R$ 3,4 bilhões de despesas do Orçamento deste ano como forma de compensar os R$ 9,6 bilhões do programa que foi criado para subsidiar a redução do combustível. As medidas foram publicadas nesta quarta-feira (30), no Diário Oficial da União (DOU).
Os programas de transporte terrestre do Ministério dos Transportes, que envolvem adequação e construção de 40 obras, perderam R$ 368,9 milhões em recursos.


Ainda foram reduzidos recursos de programas como prevenção e repressão ao tráfico de drogas (R$ 44,1 milhões), concessão de bolsas de um programa de estímulo ao fortalecimento de instituições de ensino superior (R$ 55,1 milhões), policiamento ostensivo e rodovias e estradas federais (R$ 1,5 milhões) e fortalecimento do sistema único de saúde (SUS).

Nenhum comentário