Teste


Breaking News

Greve dos professores é patrocinada por PCdoB, Psol e PT, acusa ACM Neto



O prefeito ACM Neto (DEM) voltou a criticar o movimento grevista dos professores da rede municipal de ensino. Durante ato de inauguração de um posto de saúde na comunidade do Calafate, no bairro da Fazenda Grande do Retiro, o gestor afirmou que a mesa de negociação está aberta, mas só haverá acordo se a greve for finalizada.
O democrata voltou a classificar a greve como um movimento "estritamente político". "Lamentavelmente, o sindicato não quer tratar o assunto olhando o interesse do professor, e sim o aproveitamento de um ano político-eleitoral, como aconteceu em 2016 quando fui candidato. Sempre em ano de eleição tem esse tipo de movimento", apontou ACM Neto.
De acordo com o prefeito, nesta terça-feira (24), apenas 11% das escolas não funcionaram.
"Já cortamos o ponto daqueles que não trabalharam nos últimos dias. Não é a medida que desejo, a prefeitura colocou na mesa uma proposta de 2,5% de reajuste. Aliás, para valer menos de um ano depois do reajuste de 2,5% que foi dado em 2017. Quando você examina a mesma negociação com o governo do estado, são dois pesos e duas medidas completamente diferentes. Estamos dando mais do que o governo do estado concedeu. E no governo do estado não tem greve, porque a greve é patrocinada pelo PCdoB, psol, PT, que são partidos aliados do governo do estado", disparou o prefeito.
De acordo com o prefeito, não há a possibilidade de conceder reajuste superior ao já oferecido. "Tenho o dever e o compromisso de zelar pela responsabilidade e equilíbrio das contas da prefeitura e não vamos abrir mão disso de maneira alguma", reiterou.

Nenhum comentário