Teste


Breaking News

Câmara de Vereadores faz sessão solene em homenagem ao Dia do Maçom





A Câmara de Vereadores de Bom Jesus da Lapa promoveu, nesta terça-feira (21), uma sessão solene  em homenagem ao Dia do Maçom, que foi comemorado ontem, 20 de agosto.
Inserida no calendário oficial do Poder Legislativo por meio de um projeto do vereador Romeu Thessing(PCdoB), em 2015, o evento tem o intuito de prestar justa homenagem a quem contribuiu para a consolidação da democracia e o desenvolvimento social de Bom Jesus da Lapa.
Abrindo a solenidade, o  presidente da Câmara, Miguel Leles(PSL), destacou que os três princípios que norteiam a maçonaria: liberdade, igualdade e fraternidade. Frisando as ações realizadas no município, em prol dos menos favorecidos, sendo exemplo para toda sociedade.

O vereador Romeu lembrou, que muita gente tem certos preconceitos com a maçonaria por falta de conhecimento, e que os Maçons trabalham de forma discreta dentro da sociedade, realizando grandes ações. “Agem de forma tímida, na maioria das vezes calados, no entanto, agem de uma forma pacífica e ordeira. Muitas vezes curam as feridas dos seres humanos de forma caritativa, e levam uma mensagem de fé, e principalmente os valores da família”, disse.
Autor  de um projeto que reconhece a Loja Maçônica Luz e Liberdade como entidade de utilidade pública municipal, em tramitação na Casa, o vereador Irmão Romilson agradeceu o empenho do presidente Câmara  para realizar o evento, e desejou que a data fosse comemorada todo ano pelo legislativo. E destacou a importância dos vereadores serem convidados para participar de ações das Lojas Maçônicas na cidade, quando fosse pertinente.
Romilson lembrou que passou a conhecer melhor e admirar o trabalho das maçonarias em Bom Jesus da lapa, depois que passou a fazer parte da Comissão Permanente da Marcha Pela Paz. “Os senhores fazem um trabalho muito bonito, pregando a fé, o amor e a união, emanada para um só objetivo, a caridade a cima de tudo. Que nós possamos viver esse amor que vocês pregam no dia a dia”, destacou.
O Venerável Mestre, Hélio Francisco, representante da Loja Luz e Liberdade, afirmou que a homenagem foi um momento impar para a maçonaria lapense. Ele falou da história da maçonaria, lembrando que em Bom Jesus da Lapa os trabalhos no dia 1º de fevereiro de 1962, fruto da persistência e coragem de várias representações.
Hélio destacou que ao longo dos 56 anos da Loja Luz e Liberdade, os seus representantes sempre honram os compromissos assumidos por  seus fundadores. “Uma escola de ensinamentos mútuos, que impõe como programa: obediência às  leis do país, viver segundo os ditames da honra, praticar a justiça, amar ao próximo e trabalhar incessantemente pela felicidade do gênero humano; sempre dentro dos três pilares básico da maçonaria universal: Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
Ele finalizou lembrando, que o verdadeiro maçom procura sempre ser um bom exemplo de filho, pai, esposo, vizinho, e dano assim sua contribuição para a construção de um mundo cada vez mais igualitário, fraterno e justo.
Já Robertino Nazaré de Oliveira, Venerável Mestre  da Loja Acácia Lapense, fundada no dia 04 de junho de 1986,  relembrou um pouco da história da instituição no município, e dos desafios enfrentados pelos seus fundadores. Ele disse que mesmo sendo uma loja nova, a Acácia Lapense, vem se envolvendo nas questões sociais, importantes para o município, juntamente  com a Loja Luz e Liberdade, e outras vezes sozinha. E lembrando do empenho para a  implantação do Projeto Formoso, da área do Juizado Especial, da Vara do Trabalho e da Justiça Federal.
Robertinho agradeceu aos fundadores da Loja Acácia Lapense, destacando a importância do Advogado, Edivaldo Ramos de Araujo, que é um  dos fundadores da instituição, por ter participado de várias conquistas para o município, e que até hoje continua na luta, sempre buscando o melhor para a sociedade de Bom Jesus da Lapa.
Durante o evento, as duas lojas maçônicas foram homenageadas com uma placa de honra ao mérito, em reconhecimento pelo trabalho prestado no município.
Além dos vereadores, ainda completaram a mesa  o vice-prefeito, Carlos Costa; Dr. Gildásio Jr, procurador do município, Dr. Edivaldo Ramos, presidente da Subseção da OAB de Bom Jesus da Lapa e fundador da Loja Acácia Lapense.

Nenhum comentário