Teste


Breaking News



Bolsonaro ofereceu embaixada de Roma a Bebianno



Em uma última tentativa de manter o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, no governo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ofereceu a ele o comando da embaixada de Roma, na Itália. 
Segundo interlocutores do Planalto, a proposta foi levada a Bebianno no sábado (16) pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, após um encontro que teve com o presidente no Palácio da Alvorada. Bebianno, no entanto, conforme o Globo, não aceitou mais esse convite. 
Na noite de sexta-feira (15), o presidente propôs que Bebianno ocupasse uma diretoria da Hidrelétrica de Itaipu. Em entrevista no sábado, Bebianno confirmou que recebeu a proposta para Itaipu e disse que não aceitou porque não apoiou Bolsonaro "para ganhar dinheiro" e "nem precisa de emprego".
Bebianno enfrenta um processo de desgaste intensificada por denúncias envolvendo justamente supostas irregularidades na sua gestão à frente do caixa eleitoral do PSL, partido dele e de Bolsonaro.
A crise foi amplificada pelo vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente, que foi às redes sociais dizer que Bebianno mentiu que havia conversado três vezes com o presidente na última terça-feira. A declaração foi dada para negar que ele estava protagonizando a crise. Na semana passada, políticos e militares atuaram para tentar debelar a crise e evitar a demissão, oficializada na tarde desta segunda-feira (18), sem sucesso.

Nenhum comentário