Teste

Breaking News

Ciro Gomes é alvo de processo por declaração contra judeus em entrevista




Advogados da Confederação Israelita do Brasil (Conib) e da Sociedade Israelita do Ceará entregaram uma representação criminal contra Ciro Gomes, ex-candidato a presidente da República em 2018, por declarações genéricas de que judeus seriam corruptos. Na entrevista, publicada no site HuffPost Brasil, Ciro afirmou que Bolsonaro diz a grupos de interesse "o que eles querem ouvir".

"Por exemplo, para os amigos dele aí, esses corruptos da comunidade judaica, que acham que, porque são da comunidade judaica, têm direito de ser corrupto. Corrupto, para mim, não interessa se é curdo ou cearense. Corrupto é corrupto, ladrão é ladrão. Ele disse para eles que ia transferir a embaixada do Brasil [para Jerusalém] a custo de grana para campanha. Depois chegou lá dizendo que não vai mais”, havia declarado. A Conib protocolou uma ação no Fórum Criminal de São Paulo, um pedido de explicações para apuração da prática de crime de injúria racial.

Nenhum comentário