Teste


Breaking News

Devinho Novaes é retirado do São João após suspeita de agressão à ex-namorada



A acusação de agressão, que partiu da sua ex-namorada Aylle Santiago, tem causado prejuízos a Devinho Novaes. Após ter seu show cancelado no São João de Alagoinhas, o cantor também ficará de fora da festa junina da cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), o Camaforró, que acontece entre 21 e 23 de junho. Ele era atração do sábado, dia 22.
A informação foi confirmada pela reportagem do BNews junto à assessoria de imprensa da prefeitura, na manhã desta sexta-feira (7). A decisão acontece após a ex-namorada do artista, Aylle Santiago, publicar em suas redes sociais uma série de conversas entre eles, onde alega ter sofrido violência física e verbal. O cancelamento do show também foi confirmado em nota.
Nota de esclarecimento da Prefeitura de Camaçari
A Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Governo (Segov), por meio da Coordenação de Eventos, informa que o show do cantor Devinho Novaes, que constava na grade da programação do Camaforró 2019, está cancelado. No lugar do artista, outra banda se apresentará no dia 22 e a programação do Camaforró segue sem prejuízo.
A Prefeitura repudia qualquer situação de violência e incentiva que mulheres que passam por essa situação denunciem seus agressores. Em Camaçari, a Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (DEAM), fica localizada na Rua Delegado Clayton Leão Chaves – Centro. Outro canal para atendimento é o Disque Denúncia, através do número 180. A violência contra a mulher é crime e deve ser denunciada!
A organização da festa, que acontece nos dias 21, 22 e 23 de junho, continua com shows de Simone e Simaria, Marcos e Belutti, Calcinha Preta, Magníficos, Lambassaia, Unha Pintada, Adelmário Coelho, Amado Batista, entre outros.
Prefeitura de Catu nega cancelamento
Em alguns veículos de imprensa chegou a ser noticiado também que o cantor teria sido retirado das festas juninas da cidade de Catu, mas a informação foi negada pela assessoria de imprensa da prefeitura do município ao BNews, na manhã desta sexta.
Outra atração pode ser retirada
Em meio à exclusão do cantor Devinho Novaes da programação, o Camaforró 2019 ainda pode ter mais uma baixa na grade de atrações. O motivo é que a apresentação da banda Lambasaia no evento segue ameaçada depois que o  grupo Mulheres Unidas de Camaçari emitiu nota de repúdio contra a contratação pela prefeitura do município.
O grupo alega descumprimento da Lei Estadual 12.573/2012, a chamada 'Lei Antibaixaria' e afirma que as letras da banda "incentivam a violência contra as mulheres e as expõem ao constrangimento". O caso está registrado junto ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), que buscar junto à prefeitura da cidade verificar se houve ou não enquadramento da lei no âmbito municipal.

Nenhum comentário