Teste


Breaking News

MP-BA instaura inquérito para apurar causas do rompimento da barragem de Lagoa Grande



O Ministério Público da Bahia (MP-BA) instaurou inquérito para apurar as causas e danos socioambientais decorrentes do rompimento da barragem de Lagoa Grande, no povoado de Quati na última quinta-feira (11). O incidente afetou diretamente os municípios de Pedro Alexandre e Coronel João Sá.
De acordo com informações publicadas na edição desta segunda-feira (15) do Diário da Justiça Eletrônico (DJE), o parquet também pretende averiguar "possíveis irregularidades ou omissões com relação à segurança de barragens".
O inquérito instalado na última quinta, tem como investigados a A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regonal (CAR) e o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). O rompimento da estrutura aconteceu no fim da manhã de quinta, por causa das fortes chuvas que atingem a região.
A água que vazou da barragem invadiu Pedro Alexandre e Coronel João Sá. Esta última foi a mais atingida pela inundação, por estar localizada em altitude inferior a Pedro Alexandre. Antes de admitir que a estrutura havia sofrido um "rompiento parcial", o governo sustentou a tese de que os transtornos registrados eram decorrentes de um transbordamento da barragem.

Nenhum comentário