Teste


Breaking News



Ação apreende 60 vacas transportadas de forma clandestina




Cerca de 60 bovinos foram apreendidos em uma ação contra transporte clandestino de animais em Luís Eduardo Magalhães, no extremo oeste baiano. Segundo o Ministério Público do Estado (MP-BA), um dos órgãos que participaram da ação, o veículo interceptado transportava 60 fêmeas bovinas sem a documentação sanitária necessária e foi parado durante o programa de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI). O condutor do caminhão não tinha o Guia de Trânsito Animal (GTA).

Conforme o MP-BA, as ações de combate à prática de transporte irregular foram intensificadas desde o dia 25 de novembro. Além de Luís Eduardo Magalhães, a fiscalização atua também nos municípios de Barreiras, Angical, Baianópolis, Catolândia, Cotegipe, Cristópolis, Formosa do Rio Preto, Luís Eduardo Magalhães, Mansidão, Riachão das Neves, Santa Rita de Cássia, São Desidério e Wanderley. De acordo com a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), que participou da ação, o oeste do estado tem sido uma das regiões mais visadas para a circulação de animais em situação clandestina.

A preocupação é que, sem a documentação, não há controle de vacinação, o que permite que os rebanhos fiquem expostos a fatores de risco e introdução de doenças de impacto na saúde pública e na economia. Coordenadora da FPI, a promotora Luciana Khoury reforça a preocupação: “o que tem acontecido na região é que estão chegando muitos animais de outros estados sem os devidos cuidados de inspeção e estão sendo trazidos pra cá”. Os animais apreendidos serão encaminhados ao sacrifício sanitário em estabelecimento oficial, no município de Barreiras.

Nenhum comentário