Postagens mais visitadas


Agência britânica adverte para riscos de perda alta com criptomoedas

imagens da internet



Após valorização forte no ano passado, o bitcoin – uma das mais famosas criptmoedas – alcançou a cotação de US$ 42 mil em 8 de janeiro deste ano. A valorização acontece em meio a novo período de euforia pelas criptomoedas. Nesta segunda-feira, a Autoridade de Conduta Financeira (FCA da sigla em inglês), do Reino Unido, divulgou um comunicado alertando para o risco do bitcoin e produtos similares.


“Se os consumidores investem nesses tipos de produto, devem se preparar para perder todo o dinheiro”, alertou o órgão britânico. A partir do domingo (10), todas as empresas de criptoativo britânicas devem se registrar na FCA.

A preocupação no Reino Unido é fundamentada em aspectos também presentes no Brasil: a volatilidade dos preços, a complexidade dos produtos ofertados ao investidor e a carência de uma regulamentação da moeda virtual que proteja o consumidor. Nesta segunda, o bitcoin foi cotado a US$ 32.400.

Para a FCA, os investidores de criptomoedas “devem estar cientes dos riscos e considerar se investir em investimentos de alto retorno com base em criptoassets é apropriado para eles. Eles devem verificar e considerar cuidadosamente o funcionamento do ativo envolvido.” A agência britância assinala ainda que, caso haja problemas, dificilmente o consumidor que atua com criptomoeas vai ter acesso a órgãos de defesa do consumidor. Com informações do Blomberg e do Valor Econômico.



Nenhum comentário