Postagens mais visitadas


BOLSONARISTA TIO EMÍLIO PROMETE FORTE CAMPANHA NO OESTE DA BAHIA EM 2022



Figura carimbada e conhecida no oeste baiano, especialmente nos municípios vizinhos a Barreiras, Tio Emílio pretende alçar vôos rumo ao congresso nacional em 2022.

 Em diálogo com o Jornal Cidade 1 foi possível vislumbrar os projetos políticos para a região, especialmente o crescimento político de Emílio diante de sua trajetória de atuação. 


Emílio Bacelar, popularmente conhecido por Tio Emílio, é empresário, contador e bacharel em direito e vem se articulando politicamente desde a sua presidência junto ao PTB no oeste baiano, para além do trabalho e reconhecimento junto à comunidade, em 2020 também foi candidato à prefeitura municipal. 




Ainda em 2020 também realizou encontro com Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB e Benito Gama, presidente estadual. 

Na ocasião, Benito Gama reforçou a importância de 33 municípios da região estarem sob coordenação de Emílio enquanto liderança política do PTB.

 A intenção é continuar articulando e organizando politicamente essa região de modo a somar com a renovação que segue dentro do partido.

 Vale ressaltar que Roberto Jefferson, bem como suas lideranças políticas se articulam em torno da atual política da direita e no seu esforço por eleger representantes, em especial nos interiores, para cargos no congresso nacional. 

Esse lado político foca no processo de mobilização em torno de velhas lideranças políticas que soam desgastadas e ultrapassadas, sendo o oeste baiano um exemplo representativo disto.

 Emílio Barcelar, nessa perspectiva, se propõe enquanto renovação política, assume o mesmo perfil de Roberto Jefferson e deverá construir campanha em torno de solidificar sua liderança para 2022.

 Outro grande desafio para Emílio Bacelar e sua liderança regional no PTB é superar outro grave problema, para além de velhos políticos e velhas práticas, a desarticulação e desconhecimento políticos que contribuem para que o oeste baiano não passe por uma renovação política necessária e esperada.

Nenhum comentário