Santo Amaro: Padre critica instalação de fábrica e questiona 'valor de vida'

Santo Amaro: Padre critica instalação de fábrica e questiona 'valor de vida'
Foto: Reprodução / Instagram
A possibilidade de instalação de uma empresa de produtos químicos [Orbi Química] em Santo Amaro, no Recôncavo, tem gerado polêmica. Um projeto de lei favorável à indústria será votado nesta segunda-feira (27) na Câmara Municipal. Além das posições contrárias à instalação da indústria feitas pela URFB e por Caetano Veloso (ver aqui), um padre da cidade também criticou o projeto.


Em vídeo que circula em redes sociais, o padre Raimundo Mário de Santana questionou o porquê do favorecimento à empresa em relação à UFRB [o terreno seria cedido à instituição]. O pároco lembrou também dos problemas causados pelo chumbo à população durante as mais de três décadas de operação da Companhia Brasileira de Chumbo (Cobrac).  
 
“Sobre aquela distinção onde ali naquele espaço onde deveria ser um campus deveria ser uma faculdade ou uma empresa de produtos químicos, uma indústria. A questão é saber distinguir entre o bem e o mal. A empresa pode ter roupagens de bem, mas agente sabe o que uma empesa de produtos químicos faz na vida de uma cidade. Nós já tivemos experiência disso com a fábrica de chumbo. Quantas famílias ela alimentou, mas quanto mal produziu. Ainda hoje muita gente sofrendo por aquilo que aconteceu. Se deve pagar o preço da vida por causa de dinheiro? Onde se tem bem maiores, pérolas muito mais preciosas para conquistarmos”, disse o religioso.

Nenhum comentário