A PREFEITURA DE SALVADOR PRECISA SEGUIR A RECOMENDAÇÃO DO MP E VOLTAR 100% DA FROTA DE ÔNIBUS", DIZ ISIDÓRIO

 














Passado o momento mais crítico da pandemia, o Ministério Público do Estado da Bahia já pediu publicamente o retorno de 100% da frota do transporte coletivo de Salvador. Mais de 2.300 veículos. Ao invés de obedecer para que não vejamos mais "latas de sardinha móveis" no horário de pico na cidade, a atual gestão do Executivo Municipal de Salvador fica ao lado dos mega empresários do transporte e expõe a população soteropolitana a riscos sanitários desnecessários de contágio da COVID-19 em ônibus superlotados.
"Agora veja só, algumas praias ainda continuam fechadas em Salvador, entre elas a do Porto da Barra e de Piatã, lugar onde pequenos e humildes comerciantes que vivem do fluxo e do comércio. Tal proibição faz com que inúmeras famílias passem necessidade (muitas delas fome literalmente!) e o cidadão soteropolitano não pode desestressar num mergulho de mar a céu aberto por causa do coronavírus. Mas, os grandes empresários do transporte da cidade se dão ao luxo de ignorar o MPBA com o aval da Prefeitura", diz o candidato a Prefeito de Salvador Pastor Sargento Isidório pelo AVANTE.
"Todo radicalismo é maléfico! Precisamos ter equilíbrio. Quer dizer que só se transmite coronavírus nas praias de Salvador?! Nos ônibus lotados não há transmissão da COVID-19?", questiona Isidório. "Muita gente não sabe, mas lá no comecinho da pandemia a Prefeitura de Salvador antecipou aos empresários do transporte coletivo R$ 5 milhões em créditos de passagem alegando que o sistema precisava dessa ajuda para o sistema de transporte não colapsar. Pois bem, agora precisamos que os bons empresários deem sua contribuição também à cidade e volte 100% da frota dos ônibus já!", arremata o Deputado Federal Pastor Sargento Isidório que também é Presidente Estadual do Avante na Bahia.
Consta no programa de Governo de Isidório e Eleusa para a Prefeitura de Salvador no tópico Mobilidade os seguintes objetivos:
- Dar transparência total ao processo de definição de tarifas dos ônibus;
- Articulação com os governos federal e estadual para a expansão do Metrô;
- Valorização e apoio aos profissionais rodoviários do município e da RMS.
...

Nenhum comentário